Amamentar é um ato de amor

O Agosto Dourado é um mês que simboliza a luta pelo incentivo à amamentação, e o Sesc, por meio da sua unidade Saúde Mulher, apoia esta ideia!

A cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. A amamentação é um dos melhores incentivos para salvar vidas infantis e melhorar a saúde, o desenvolvimento social e econômico dos indivíduos e nações. Criar um ambiente favorável para padrões de alimentação infantil ideais é um imperativo da sociedade.

Benefícios do Aleitamento Materno

– Crianças amamentadas tem menos problemas de saúde, como alergias, infecções, diarreias, doenças respiratórias e otites, além de menores chances de desenvolver a obesidade e diabetes do tipo 2.

– O Aleitamento Materno é o alimento mais completo para o bebê e tem tudo que ele precisa para se desenvolver de forma saudável até os seis meses de vida. Em seguida, deve-se oferecer alimentação de forma complementar e saudável e ao mesmo continuar a amamentação por dois anos ou mais.

– A amamentação favorece a redução do risco de desenvolvimento do câncer de mama. A cada ano de amamentação, pode-se reduzir em 6% o risco do desenvolvimento desse tipo de câncer.

Dicas Para Amamentação

O que ajuda na amamentação:

– Respeitar o ritmo do bebê. Cada bebê mama no seu próprio tempo;

– Amamentar sempre que a criança solicitar o peito, sem definir horários;

– Deixar esvaziar um peito por completo antes de oferecer o outro;

– Se a mama estiver muito cheia, retirar um pouco até a aréola ficar mais macia, isso ajudará na pega correta do bebê no peito;

– Amamentar não deve doer. Ao primeiro sinal de dor, deve-se buscar a ajuda de um profissional de saúde.

O que pode prejudicar a amamentação:

– Fumar, consumir bebidas alcoólicas e usar remédios por conta própria;

– Ofertar outros leites de forma complementar ao leite materno, fazendo com que a mãe produza menos leite e expondo a criança as doenças;

– Oferecer outros líquidos pela mamadeira, confundindo maneiras de sugar diferentes;

– Oferecer chupeta. Crianças que as usam mamam por menos tempo.

Orientação da amamentação da mãe com Covid-19:

– Lavar as mãos antes de tocar o bebê ou antes de retirar o leite materno;

– Usar máscara durante as mamadas e evitar falar ou tossir durante a amamentação;

– Seguir rigorosamente as recomendações para limpeza das bombas de extração de leite após cada uso;

-Deve-se considerar a possibilidade de solicitar a ajuda de alguém que esteja saudável para oferecer o leite materno em copinho, xícara ou colher ao bebê;

– É necessário que a pessoa que oferecer o leite materno ao bebê aprenda a fazer isso com a ajuda de um profissional de saúde.

Legislação Brasileira de direitos a mãe trabalhadora

A proteção à maternidade é um direito constitucional garantido ás trabalhadoras brasileiras, que na gravidez e após se tornarem mães, precisam ajustar suas rotinas de cuidados com o filho ao seu trabalho. Para amamentar o seu filho, até seis meses de idade, a mulher tem direito a dois descansos especiais, de meia hora cada, durante sua jornada de trabalho. Esse período pode ser ampliado se a saúde da criança assim o exigir, mediante atestado médico.

Fontes:

www.bvsms.saude.gov.br

www.portalarquivos.saude.gov.br

www.aps.saude.gov.br

www.gov.br/previdencia